Principais Acontecimentos da Guerra Pelo Ponto de Vista dos Aliados

Quando os alemães invadiram a Polônia em 1° de setembro de 1939, Grã-Bretanha e  França declararam guerra à Alemanha (SARAIVA, 2007), iniciando o  conflito mais marcante da história europeia, a Segunda Guerra Mundial. Após tal invasão, uma série de invasões fez com que outros países se envolvessem no conflito. 

Em 1940, após as forças alemãs invadirem a Europa ocidental, a União Soviética, encorajada pela Alemanha, ocupou a Estônia, Letônia e Lituânia. Já a Itália, aderiu à Guerra em junho de 1940, como aliada dos nazistas. De julho a outubro de 1940, os alemães perderam uma intensa guerra aérea contra a Inglaterra, a qual ficou conhecida como a Batalha da Inglaterra. Em seguida, após ter obtido o domínio da região dos Bálcãs invadindo a Iugoslávia e a Grécia em abril de 1941, os alemães e seus aliados invadiram a União Soviética em junho de 1941, violando o Pacto de Não-Agressão Germano-Soviético, além de ocuparem os países bálticos. A partir desse momento, Joseph Stalin, se opôs à Alemanha nazista e aos demais países do Eixo, tornando-se um importante membro do grupo dos Aliados. Assim, durante o verão e o outono de 1941, as tropas alemãs avançaram profundamente no território da União Soviética, mas as tropas soviéticas se sucederam em um contra-ataque. 

Posteriormente, em 7 de dezembro de 1941, o Japão (um dos países membros do Eixo) bombardeou Pearl Harbor, no Havaí, levando os EUA a entrar na guerra em aliança com a Grã-Bretanha e a União Soviética. Já em maio de 1942, a British Royal Air Force (Real Força Aérea Britânica) realizou um ataque surpresa na Alemanha, utilizando mil aviões bombardeiros, levando pela primeira vez a guerra para dentro do território alemão. Esse seria o início do contra-ataque dos Aliados, que nos três anos seguintes, bombardearam sistematicamente cidades e instalações industriais em todo o Reich, o que acabou por causar a derrota alemã em 1945.

Nesse sentido, conclui-se que inicialmente, os Aliados eram representados por França, Polônia e Reino Unido, assim como seus estados dependentes, como a Índia, seguidos pelos domínios independentes da Comunidade Britânica:  Austrália, Canadá, Nova Zelândia e África do Sul. Posteriormente, com a invasão alemã da Bélgica até os Balcãs, Iugoslávia, Grécia, Bélgica e os Países Baixos se juntaram aos Aliados. Ademais, embora tenha cooperado com a Alemanha no início do conflito, a União Soviética uniu-se contra os nazistas em junho de 1941, após também ter sido invadida. Por fim, além de ter fornecido recursos desde o início da guerra, os Estados Unidos se aliaram oficialmente após o ataque japonês a Pearl Harbor, seguida pelos chineses, que já estavam em guerra com o Japão. 

Esses foram os principais países configurados como Aliados durante a ofensiva contra o Eixo. Para além dos acontecimentos marcantes que causaram a inserção dos países na guerra, ressaltamos a invasão à União Soviética, a invasão da Normandia, o ataque à Pearl Harbor e os ataques a Hiroshima e Nagasaki.

A invasão da União Soviética se deu através da Operação Barbarossa, que mobilizou milhões de soldados. O ataque iniciou-se baseado na tática de ataque alemão “blitzkrieg” e possibilitou rápidas conquistas para os nazistas, nos quais pretendiam conquistar o país comunista depressa. O ataque se deu por três alvos. O primeiro ataque começou em Stalingrado por um bombardeio seguido pela invasão por terra. A cidade soviética  havia um importante parque industrial e uma passagem estratégica de petróleo, muitos recursos foram utilizados nessa batalha. Os conflitos ocorridos na cidade foram extremamente sangrentos, os relatos dos soviéticos diziam que a situação era desastrosa. No entanto, os soviéticos resistiram com apoio da população no combate e às ordens de Stalin, proibindo que seus soldados recuassem. Outro fator decisivo se deu pela dificuldade das tropas alemãs de se adaptar às baixas temperaturas da região. Enfraquecidos, os alemães se renderam em 1943. É relevante pontuar que a derrota em Stalingrado enfraqueceu consideravelmente a Alemanha. Já no caso do ataque a Leningrado, os alemães cercaram a cidade após não terem conseguido se estabelecer em Moscou, a capital soviética. No entanto, em 1944 o cerco a Leningrado também falhou, após ter sido isolada por aproximadamente 900 dias com dificuldade de acesso à alimentos, água e medicações.

Outro momento marcante foi a invasão da Normandia, também conhecido como DIA D, em que no dia 6 de junho de 1944, os Aliados invadiram a costa norte da França – até então controlada pelos alemães. A vitória dos Aliados contou com a confusão dos alemães em relação ao local de ataque, marcando, junto com a Batalha de Stalingrado, o que ficou conhecido como o início da vitória dos Aliados na Segunda Guerra Mundial.

Por outro lado, o ataque japonês de surpresa à base naval de Pearl Harbor também é considerado notório nos acontecimentos da guerra, uma vez que o Japão e os Estados Unidos já disputavam algumas regiões e mantinham uma relação tensionada. O ataque deixou cerca de 2500 mortes, apesar do objetivo inicial do ataque não ter sido alcançado – destruir completamente a base. A partir desse momento, os Estados Unidos declararam guerra ao Japão e aos países do Eixo.

Por fim,  em agosto de 1945, os Estados Unidos com a tentativa de obter rendição dos japoneses, lançam duas bombas atômicas, uma sobre Hiroshima e outra sobre Nagasaki, nos dias 6 e 9 de agosto, respectivamente. O lançamento não foi suficiente para convencer membros do governo japonês a oferecerem rendição. Tais ataques destruíram grande parte das cidades japonesas e causaram prejuízos de vida inestimáveis, sendo a primeira vez que utilizava-se armas nucleares em guerras. Depois do segundo ataque, o Imperador do Japão, Hirohito, declarou a rendição do país e a Segunda Guerra Mundial foi oficialmente encerrada. 

Referências:

Bezerra, Juliana. “ Acontecimentos Marcantes Da Segunda Guerra Mundial.” Significados, Significados, 3 Junho 2019. Disponível em: https://www.significados.com.br/acontecimentos-marcantes-segunda-guerra-mundial/ . Acesso em 01 set. 2021.

Daniel Neves Silva. “Segunda Guerra Mundial: Causas E Fases.” História Do Mundo, Manual da Química, 2020. Disponível em: https://www.historiadomundo.com.br/idade-contemporanea/segunda-guerra-mundial.htm . Acesso em 01 set. 2021.

A Segunda Guerra Mundial Na Europa (Artigo Resumido) | Enciclopédia Do Holocausto.” Ushmm.org, 2021. Disponível em: https://encyclopedia.ushmm.org/content/pt-br/article/world-war-ii-in-europe-abridged-article ‌. Acesso em 01 set. 2021.

SARAIVA, José Flávio Sombra.(Org.) História das relações internacionais contemporâneas: Da sociedade internacional do século XIX à era da globalização. São Paulo: Saraiva, 2007. p.156-177.

por Nathanny Ferreira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: